Por Ronan Doyle, Chefe de Comunicação e Engajamento Público da Dóchas, membro do Forus na Irlanda

Ter um canal de comunicação claro e conciso é essencial para qualquer organização de rede como a Dóchas. Isso permite que nos comuniquemos com eficácia, facilitando a comunicação entre nossos membros, todos comprometidos com a mudança global e a igualdade. 

Para alcançar este objetivo, a Dóchas recebeu apoio de Forus em 2018, com o objetivo principal de tornar nosso website mais acessível, desenvolver um mapa virtual para mostrar a amplitude das operações dos nossos membros e reforçar nossa capacidade de hospedar webinarios e vídeos ao vivo. Mas ninguém poderia ter previsto a mudança profunda nas comunicações online, à qual tivemos que nos adaptar em 2020 em razão da pandemia da COVID-19.  

Uma solução importante do projeto com Forus foi “fortalecer nossa capacidade de fazer webinars e vlogs ao vivo”. Como um novato nessa área, comecei a pesquisar como isso poderia ser alcançado, e acabei decidindo por uma solução que garantisse um equilíbrio entre agir  de acordo com o orçamento e ter uma solução tecnológica realista para o que precisávamos. Eu acreditava que a resposta estava em um bom microfone, um adaptador que permitiria a uma câmera DSLR decente se conectar a um laptop, algum software grátis e o YouTube ao vivo. 

Minha pesquisa estava acontecendo ao mesmo tempo em que as notícias sobre o Coronavirus começavam a se espalhar pelo mundo. Pouco sabia na época que nossa entrada no espaço online ocorreria mais cedo e de forma mais dramática do que eu havia previsto, e não seria como eu planejava. 

No dia 13 de março, a Dóchas organizou um seminário presencial e virtual, usando a plataforma Zoom para as pessoas que não puderam comparecer pessoalmente. Foi a primeira vez que usei o Zoom, embora o resto da equipe o usasse ocasionalmente.  Apesar das preocupações sobre se os participantes online poderiam contribuir de forma eficaz, o evento foi um grande sucesso.  Mal sabia eu que aquele seria o último evento que realizaríamos pessoalmente este ano. 

Como todas as organizações, passamos por uma curva de aprendizagem muito acentuada no universo do Zoom. Organizamos centenas de reuniões e vários grandes eventos online. De uma posição inicial de quase zero, até a organização de 100% de nossas reuniões e eventos online, nós nos transformamos de uma maneira excepcional. 

Mais do que isso, aproveitamos nosso novo ambiente trazendo mais vozes do que nunca e tivemos um número sempre maior de comparecimentos. Nossos eventos online também incluíram uma variedade de opções extras, desde exibição de vídeos até votação durante nossa AGM. 

Mas o que o futuro reserva para todos os nossos eventos? Continuaremos mais no espaço online mesmo quando o mundo começar a voltar ao normal, ou voltaremos a encontrarnos cara a cara? Se a resposta for a última opção, e voltarmos ao mundo dos centros de conferências, hotéis e salas de reuniões, quanto do que aprendemos nos últimos oito meses levaremos conosco? Para mim, a resposta é muito. 

Eu acredito que a conectividade e a agilidade que os eventos remotos trouxeram à nossa organização e aos nossos membros superam muitos dos pontos negativos, e é vital que quando voltarmos aos "velhos tempos", devamos sempre dar tanta importância ao aspecto online de nossos eventos quanto aos aspectos offline. Portanto, agora que olhamos para o futuro da nossa presença online sendo habilitada pelo nosso projeto com Forus, esperamos por um novo site, atualizado, com ferramentas e recursos de fácil acesso e uma solução de eventos online que consiste em um bom microfone, um adaptador que permitiria uma câmera DSLR decente conectada a um laptop, algum software grátis, YouTube ao vivo e uma habilidade recém-adquirida com o Zoom.