Por NFN, membro do Forus no Nepal 

Nepal é um dos países com um alto risco de desastres no mundo, estando na 116ª posição no índice de risco de desastres [1]. Levando isso em consideração, a NGO Federation of Nepal (NFN) organizou uma conferência nacional de dois dias sobre Gestão de Riscos de Desastres e Mudanças Climáticas no Nepal, em Katmandu, em 31 de janeiro e 1 de fevereiro de 2020, com a participação de representantes de Organizações da Sociedade Civil (OSCs) de todo o país. 

A abertura da conferência foi abrangente e especial, com comentários da Presidente da Assembleia Nacional, da Ministra da Mulher Criança e da Terceira Idade, do membro da Comissão Nacional de Planejamento, do líder do principal partido de oposição no Congresso Nepalês e de outros líderes da sociedade civil do Nepal. Eles destacaram a necessidade de envolver as OSCs nas iniciativas de desenvolvimento, incluindo a Redução de Riscos de Desastres (DRR).

A conferência reuniu governos nacionais e locais, e partes interessadas não-governamentais em um fórum para discutir questões e preocupações nacionais e locais sobre DRR. Representando a Autoridade Nacional de Gestão e Redução de Riscos de Desastres do Nepal, o Chefe Executivo, Sr. Anil Pokhrel, apresentou um artigo sobre as estruturas políticas, estruturas institucionais, funções, planos e status de implementação da Autoridade. A conferência e a discussão destacaram o papel vital dos parceiros de desenvolvimento e das OSCs na construção de comunidades resistentes e na prestação de auxílio e assistência imediata aos desastres. Por este motivo, ele reconheceu a capacitação, participação e engajamento das OSCs como partes integrantes. 

O Sr. Bishnu Prasad Timilsina, especialista em DRR e mudança climática, fez uma apresentação e também facilitou a discussão sobre como o Nepal, como a 4ª nação em vulnerabilidade climática [2], deve se preparar para a diminuição e adaptação, e qual seria o papel das OSCs. Foi enfatizado que a implementação do Acordo de Paris sobre Mudança Climática é necessário para agilizar e harmonizar os esforços. Os participantes debateram sobre os desafios e possíveis funções das OSCs, comunidades e setor privado na DRR e medidas de redução e adaptação às mudanças climáticas.  

Assim, a conferência nacional alertou amplamente os representantes das OSCs sobre os riscos de desastres e mudanças climáticas, políticas, programas e o espaço para as OSCs. Isto permitiu encontrar uma série de medidas incluindo a construção de infraestruturas resistentes a terremotos, prevenção de enchentes e deslizamentos de terra, preparação de planos e ações em comunidades vulneráveis a desastres e integração da sociedade civil ou OSCs com os governos locais na preparação, e também a ajuda na recuperação, caso enfrentem desastres. A competência local foi reconhecida como a área mais importante no que diz respeito ao espaço da sociedade civil para contribuir.