© Mídia Ninja

escrito por Iara PIETRICOVSKY, Presidente de Forus

O Forus, que representa uma rede internacional de Plataformas de ONGs, congregando 69 Plataformas nacionais e 7 coalizões regionais, num total de mais de 22 mil filiadas em todo o mundo vem  a público se somar as denúncias de violência desmedida que vem ocorrendo em vários países na América Latina nomeando os mais recentes, Equador, Chile e Bolívia. 

Decisões como o estabelecimento do estado de excessão ou desrespeito ao jogo democrático nos parecem irem contra as condutas necessárias para a resolução dos conflitos políticos internos em qualquer país. 

O Forus manifesta seu repúdio às ações violentas contra a população e ao terrorismo político utilizado como prática contra os movimentos sociais e organizações não governamentais que se opõem democraticamente aos governos.  

Manifestamos nossa solidariedade com a população dos referidos países em sua luta legítima pela afirmação democrática, pela existência diversa, defesa de seus direitos e da justiça.  

Reconhecemos que existe um conflito nas democracias em todos os países do mundo em função das instabilidades políticas institucionais, econômicas e socioambientais numa escalada preocupante.   

O descrédito das instituições democráticas existentes na região é decorrência, entre outras questões, pelas manipulações e explorações dos que tem poder econômico e político em detrimento do bem estar da grande maioria. A desigualdade gritante é um fenômeno que atravessa todos os países e não será resolvida com mais violência, por totalitarismos e desrespeito as regras democráticas. 

E é por isso, que não vemos outra solução que não passe por uma maior radicalização da democracia participativa, onde cidadãos e cidadãs possam redefinir os pactos sociais necessários para que impere a justiça e a paz geral e inegociável.