As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies.

Forus pretende ser um ator global em possibilitar o desenvolvimento de capacidades de seus membros e de organizações da sociedade civil, e ser um campeão do advocacy, ao exigir, entre outras questões, recursos previsíveis e flexíveis para o desenvolvimento de capacidades para a sociedade civil em geral.

Reconhecendo que os novos requisitos de desenvolvimento de capacidades estão vinculados ao papel da sociedade civil no monitoramento e implementação da nova Agenda Universal 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, Forus também oferece suporte prático relevante a seus membros. Ele dissemina informações sobre os processos que envolvem a implementação, monitoramento e acompanhamento de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), bem como informações sobre os vários modos de engajamento da sociedade civil por meio do processo de Relatórios Nacionais Voluntários (RNV) de seu governo e outros processos relacionados.

A experiência dos membros de Forus em começar a monitorar e implementar a Agenda 2030 para Desenvolvimento Sustentável convenceu nossa rede global de que existe a necessidade urgente de a comunidade política internacional planejar e fornecer integralmente recursos para uma abordagem coordenada para o desenvolvimento global de capacitação da sociedade civil da Agenda 2030.

No HLPF (Fórum Político de Alto Nível) realizado em Nova York em julho de 2017, Forus lançou seu novo documento de orientação pedindo à ONU, seus Estados Membros e outros financiadores importantes para:

(i) Planejar e desenvolver uma abordagem global coordenada para o desenvolvimento de capacidades da sociedade civil e de outras partes interessadas, vinculada aos requisitos de monitoramento e implementação da Agenda 2030.

(ii) Prestar apoio e assistência a redes globais, como Forus, e a outras redes regionais e nacionais, para identificar as necessidades de desenvolvimento de capacidades da Agenda 2030 de suas organizações membros.

(iii) Criar um Fundo Global para promover capacitação e o desenvolvimento de diferentes grupos de partes interessadas envolvidos no monitoramento e implementação da Agenda 2030, com foco na sociedade civil. Garantir que o Fundo Global seja distribuído de maneira que respeite a universalidade da agenda e a diversidade de necessidades expressadas por sociedades civis de diferentes regiões.