As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies.
Outras prioridades

Forus tem representação permanente dentro do Mecanismo da Sociedade Civil do Comitê de Segurança Alimentar da FAO.  O Comitê de Segurança Alimentar Mundial (CSA) foi estabelecido em 1974 como um órgão intergovernamental para servir como um fórum para avaliar e monitorar as políticas de segurança alimentar. O CSM (Mecanismo da Sociedade Civil) é o maior mecanismo internacional para organizações de sociedade civil (OSCs) e seu objetivo é influenciar políticas e ações em agricultura, segurança alimentar e nutrição, em níveis nacional, regional e global.

A estratégia de diplomacia não governamental (ver abaixo) foi a estrutura na qual FORUS, em seus primórdios, foi incluído nos debates sobre a criação do CSM em colaboração com AGTER, UNITAS e CONGCOOP. Participamos das primeiras conferências do CSA e CSM.

Forus contribuiu:

Para o processo CSA/CSM:

  1. Ligando produtores de pequena escala a mercados: Contribuindo para coletar e transmitir informações sobre estudos de mercado na América Latina, fazemos parte do grupo de trabalho da CSM que informou aos negociadores da CSM em diferentes momentos do debate. O texto foi apresentado aos 43 CFS, que o aprovou.
  2. Contribuímos para as discussões sobre a formulação de diretrizes voluntárias sobre governança fundiária responsável, pesca e florestas no contexto da segurança alimentar nacional.
  3. Contribuímos com textos e argumentos nos debates sobre a criação do documento sobre os princípios para o investimento agrícola responsável.

Com propostas e argumentos escritos para os debates sobre:

  • Comércio e segurança alimentar
  • Crise e fome mundial
  • Acesso à terra e à segurança alimentar
  • O impacto dos agrocombustíveis no direito à alimentação

Para avaliações gerais:

O Mecanismo da Sociedade Civil para a segurança alimentar nutricional

A partir de agora e até 2019, a FAO trabalhará na agroecologia e Forus prosseguirá seu engajamento apoiando projetos e desenvolvimentos futuros.

Trabalho anterior

Exercícios Não Governamentais de Diplomacia (NGDEs)

Em 2011, Forus (FIP) lançou os NGDEs – Exercícios Não Governamentais de Diplomacia (Non-Governmental Diplomacy Exercises), que compreendiam grupos de trabalho inter-regionais dedicados ao advocacy de temas específicos, abrangendo sete tópicos-chave, com resultados tangíveis. Os 7 temas foram: financiamento para desenvolvimento; prevenção e resolução de conflitos; acesso a água e saneamento; luta contra as desigualdades e a exclusão; regulação dos mercados agrícolas; alterações climáticas; ambiente favorável para as OSCs. Após este processo de três anos, foi elaborado um documento sobre organização sistemática (disponível aqui), para desenvolver as principais atividades e delinear as principais realizações de cada NGDE.