As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies.

Desde 2012, Forus apoia seus membros em suas atividades relacionadas à Agenda 2030 em parceria com a campanha Beyond 2015 (Além de 2015). Forus publicou seu próprio documento de posição: "A sociedade civil pede um futuro justo e sustentável". 

Como parte da missão de advocacy de Forus, a rede se empenhou junto à comunidade internacional na determinação e negociação da agenda dos ODS, ao possibilitar processos participativos em todo o mundo e representar aqueles afetados pela pobreza e pela exclusão. Conseguimos nos engajar com sucesso no trabalho de advocacy, contribuindo para o surgimento de um quadro de desenvolvimento sustentável global, abrangente e multitemático. O processo de elaboração desta agenda foi sem precedentes e deu às OSCs a importante responsabilidade de levar as vozes dos cidadãos a um nível global.

Depois de se tornar um dos atores da sociedade civil influentes na contribuição para o desenvolvimento dessa agenda, Forus pretende continuar sendo um ator essencial na responsabilização de governos e a ser um ator importante em sua implementação. Por esse motivo, Forus, juntamente com a Climate Action Network (CAN), a CIVICUS e a Global Campaign Against Poverty (Campanha Global contra a Pobreza) (GCAP) e várias outras OSCs, criaram a rede global da nova sociedade civil Ação para o Desenvolvimento Sustentável (A4SD).

Esta nova estrutura da Agenda 2030, universal e abrangente, começou rapidamente a moldar políticas de desenvolvimento e influenciar a cooperação internacional. A agenda é implementada largamente no nível nacional, de modo que o forte foco de Forus no nível nacional é ainda mais crucial.

O papel da sociedade civil é fundamental para a implementação da Agenda 2030 e as plataformas de ONGs nacionais, como principais e legítimas interlocutoras de governos nacionais, estão desempenhando um papel importante na operacionalização da agenda. Forus garante que todos os seus afiliados se envolvam efetivamente no processo.

A mobilização de ONGs e OSCs para aumentar a conscientização pública sobre a Agenda 2030 está se tornando uma questão cada vez mais importante. A comunidade internacional também reconhece explicitamente a importância da formação de parcerias multi-setoriais, nas quais sindicatos, organizações de base, ONGs, setor privado, cooperativas e mídia podem desempenhar papéis específicos.

Forus e seus membros consideram os direitos econômicos, sociais, culturais e ambientais a espinha dorsal dos ODS. Leia a posição de Forus aqui. Para nós, os principais alicerces para a implementação bem-sucedida da nova agenda devem ser:

  • Medidas transformadoras para conquistar uma sociedade justa e sustentável para todos
  • Compromissos fortes no que se refere a recursos financeiros tradicionais e novos
  • Participação da sociedade civil
  • Colocar cidadãos, atores locais e instituições locais no centro dos ODSs
  • Apoiar e capacitar as vozes daqueles que não têm voz
  • Responsabilização do setor privado
  • Parcerias multi-setoriais
  • Mobilizar os cidadãos, a opinião pública e os meios de comunicação sobre a visão política da agenda dos ODS e sobre os meios de implementação

Nós apoiamos nossos membros por meio do compartilhamento de informações e ferramentas relevantes, promoção de aprendizagem entre pares e a troca de informações vinculadas aos processos de Relatórios Nacionais Voluntários; também realizamos advocacy e nos engajamos em processos institucionais desenvolvidos no âmbito da estrutura da Agenda 2030 (especialmente com o Fórum Político de Alto Nível).

Forus também organiza importantes ações internacionais com outras partes interessadas vinculadas à Agenda 2030 para assegurar o intercâmbio de informações obtidas pelo monitoramento e para compartilhar as melhores práticas para prestação de contas dos governos por suas promessas.